Chili

Ingredientes

  • Azeite de oliva
  • 1 cebola média, picada miúda
  • 2 dentes de alho, picados miúdo
  • 1/2 pimentão verde picado
  • 1/2 pimentão vermelho picado
  • 1 cenoura picada
  • 300 g carne miúda
  • 1 colher de chá de páprica
  • 2 colheres de chá de gochujang (pasta de pimenta coreana)
  • 1/2 lata de tomate pelado em cubos, ou 1 tomate sem sementes picado miúdo
  • 1 xícara de feijão vermelho
  • 1 xícara de feijão carioquinha

Preparo

  • Um ou dois dias antes, deixe o feijão de molho (veja algumas dicas aqui)
  • Cozinhe o feijão – sem adicionar sal – até ficar “no ponto”
  • Em uma panela grande (suficiente para pelo menos duas vezes o volume do feijão cozido), frite em azeite de oliva a cebola, alho, pimentões e cenoura, até que fiquem macios
  • Adicione a carne e refogue até que perca a coloração rosada
  • Adicione os tomates, páprica e gochujang, e cozinhe em fogo baixo até reduzir um pouco o líquido – cerca de 10 ou 15 minutos
  • Adicione o feijão, acerte o sal e cozinhe até engrossar

Dicas e Observações

  • Não achei uma referência “absoluta” sobre a origem do prato e do nome – pelo que descobri, Chile é “pimenta” (ou pelo menos algumas variedades) em espanhol, e os americanos “inventaram” o chili con carne, que é a receita acima, e – como fazem frequentemente – simplificaram o nome para chili. A fonte mais-ou-menos completa sobre isso (em espanhol) está aqui.
  • A páprica e gochujang podem ser substituídas por um molho de pimenta de sua preferência – usei o que tinha em casa
  • Pelo padrão mexicano, a quantidade de pimenta seria bem maior – ajuste ao seu gosto.
  • Sugestão de acompanhamento: arroz e uma salada verde
  • Receita original (em inglês) aqui

“Satay” de frango com molho de amendoim

Ingredientes

  • Para o frango
    • 1/4 xícara de leite de coco
    • 2 colheres de sopa de shoyu (molho de soja)
    • 2 1/2 colheres de chá de curry
    • 1 1/2 colher de chá de cúrcuma (açafrão da terra)
    • 3 dentes de alho amassados
    • 1 colher de chá de gengibre em pó (ou ralado)
    • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
    • 1 colher de chá de pasta de anchova
    • 1 kg de frango
    • 1 colher de sopa de óleo vegetal (girassol ou similar)
    • Sal e (opcional) pimenta do reino moída na hora
  • Para o molho
    • 3 colheres de sopa de pasta de amendoim
    • 1 colher de sopa de shoyu
    • 1 colher de sopa de suco de limão
    • 2 colheres de chá de açúcar mascavo
    • 2 colheres de chá (ou mais – a gosto) de molho de alho
    • 1 colher de chá de gengibre em pó (ou ralado)

Preparo

  • Molho
    • Misture os ingredientes numa tigela
    • Adicione água até deixar na consistência desejada
    • Reserve
  • Frango
    • Em uma tigela, misture o leite de coco, shoyu, curry, cúrcuma, alho, gengibre, açúcar mascavo e pasta de anchova
    • Adicione o frango, misture até todos os pedaços ficarem bem cobertos com a marinada
    • Deixe marinando por pelo menos duas horas (preferivelmente a noite toda)
    • Coloque o frango em espetinhos (ou numa grelha), pincele com óleo vegetal e tempere com sal e (opcional) pimenta
    • Asse até o ponto desejado
    • Sirva com o molho

Dicas e Observações

  • O Satay é um “churrasquinho” típico do Sudoeste da Ásia – Indonésia, por exemplo. Veja mais detalhes nesses artigos: em português ou em inglês
  • Você pode encontrar várias receitas na internet, inclusive com outros tipos de carne – a que usei (em inglês) é essa aqui.
  • O frango pode ser praticamente qualquer parte que possa ir na churrasqueira – mas fica melhor com pedaços pequenos, então sugiro deixar de fora coxas/sobrecoxas. Se usar peito, corte em pedaços pequenos. Também pode usar coxinha da asa ou sassami.

Frango frito coreano

Ingredientes

Para a marinada

  • 2 colheres de sopa de vinho branco
  • 1 colher de chá de alho amassado
  • 1 colher de chá de gengibre em pó (ou ralado)
  • 1/2 colher de chá de sal
  • [opcional] 1/2 colher de chá de pimenta preta moída na hora

Para o frango

  • 1 kg de frango (filezinho sassami ou coxinha da asa ou filé de peito cortado em pedaços grandes)
  • 1/2 xícara de amido de milho
  • Óleo para fritar

Para o molho

  • 1 colher de sopa de ketchup
  • 3 colheres de sopa de vinho branco
  • 2 colheres de sopa de vinagre de maçã
  • 2 colheres de sopa de óleo de gergelim
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
  • 1 colher de chá de gochujang (pasta de pimenta coreana)
  • 1 colher de sopa de shoyu
  • 1 colher de chá de alho amassado
  • 1 colher de chá de gengibre em pó ou ralado

Preparo

  • Misture os ingredientes da marinada em uma tigela grande
  • Adicione o frango, misture bem e deixe descansar por meia hora
  • Numa panela pequena, misture os ingredientes do molho sobre fogo médio até ferver
  • Baixe o fogo e continue cozinhando até engrossar. Reserve.
  • Passe o amido de milho no frango, até que todos os pedaos fiquem bem cobertos
  • Frite o frango em fogo alto, até dourar – cuide para não colocar tudo de uma vez, para que a temperatura do óleo não baixe demais.
  • Coloque os pedaços fritos em um prato com papel-toalha para remover o excesso de gordura
  • Sirva o frango com o molho

Dicas e Observações

  • O gochujang pode ser encontrado em lojas especializadas em produtos orientais – se você não está acostumado com pimenta, cuidado – é bem forte!!!
  • Receita original (em inglês) aqui

Salada Fatuche

Ingredientes

  • Salada
    • 1/2 maço de alface
    • 1/2 maço de rúcula
    • 3 tomates
    • 3 rabanetes
    • 1/2 cebola
    • 1 pepino japonês
    • Todos os acima picados
    • Folhas de hortelã e salsinha
    • 1 pão sírio (pitta)
  • Molho
    • 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
    • 2 colheres (sopa) de xarope de romã
      • Esprema sementes de romã e coe para obter um suco
      • Misture quantidade igual de mel
      • Cozinhe em banho-maria até ficar homogêneo
    • 1 colher (sopa) de suco de limão
    • 1 colher (café) de sal
    • 1 colher de sopa de zaatar (tempero árabe à base de tomilho, sumagre e gergelim)
    • Sementes de romã para decorar

Preparo

  • Pincele o pão sírio com azeite, corte em pedaços, toste na frigideira, reserve
  • Misture os ingredientes do molho
  • Misture uma parte do molho com os ingredientes picados (pepino, cebola, tomate e rabanete), depois acrescente as folhas picadas e misture
  • Na hora de servir, ponha uma parte dos pedaços de pão e misture levemente
  • Ponha numa saladeira, enfeite com o restante do molho, as sementes de romã e mais pedaços de pão tostado.

Goulash

Ingredientes

  • 700g de carne de segunda, sem gordura ou pelancas (coxão duro ou similar), picada em cubos (2 cm)
  • 1 cebola grande picada miúdo
  • 2 dentes de alho picados miúdo
  • 1 pimentão verde sem sementes, cortado em fatias finas
  • 1 pimentão vermelho sem sementes, cortado em fatias finas
  • 2 colheres (sopa) de extrato de tomate
  • 1 colher (sopa) de páprica doce
  • 2 tomates grandes sem sementes, picados em cubos
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • 1 1/2 xícara de caldo de carne
  • 2 colheres (sopa) de salsa picada
  • Óleo para fritura (girassol ou similar)
  • Farinha de trigo para polvilhar
  • (opcional) 1/2 xícara de creme de leite

Preparo

  • Polvilhe a carne com a farinha de trigo
  • Frite os pedaços em fogo alto, mantendo o óleo bem quente, até “selar”, depois mantenha separado
    • É melhor colocar os pedaços aos poucos, para não esfriar o óleo e acabar cozinhando ao invés de fritar
    • Adicione óleo se necessário entre cada “fritada”, mas não exagere
  • Adicione óleo à frigideira se necessário (máximo uma colher de sopa), e frite a cebola até murchar
  • Acrescente o alho e frite mais dois minutos
  • Acrescente os pimentões e refogue
  • Coloque a frigideira em fo médio, retorne a carne com o extrato de tomate e a páprica, e cozinhe por mais uns dois minutos
  • Acrescente os tomates, o vinho e o caldo de carne. Baixe o fogo, tampe e deixe cozinhar até a carne ficar macia e o molho engrossar (cerca de uma hora). Mexa de vez em quando para não grudar no fundo.
    • Se o molho engrossar muito e a carne ainda precisar mais cozimento, acrescente água – aos poucos, para não virar uma “sopa”
  • Acerte o sal
  • Quando estiver no ponto, misture (opcional) o creme de leite por mais uns dois minutos
  • Desligue o fogo, espalhe a salsa por cima e sirva

Dicas e Observações

  • A páprica é um tempero à base de pimentão, mais usado na Hungria – pode ver um pouco da história aqui. A receita que consta nesse artigo é para um goulash em forma de sopa – vale a pena experimentar!
  • Há dois tipos principais de páprica – a doce e a picante. Apesar do nome, a “doce” também é picante – se você não é muito fã de pimenta, coloque menos e vá provando até ficar do seu gosto (ou mais, claro…)
  • Para uma receita sem glúten, use farinha de arroz para polvilhar e pode deixar o creme de leite de fora, se preferir sem lactose
  • Acompanhamento sugerido: Massa (quanto mais larga, melhor – talharim, tagliatelle – fica ótimo com papardelle) ou arroz ou batatas… e um bom tinto, claro…
  • Receita original (em inglês) aqui

Kimchi

Ingredientes

  • 1 acelga (cerca de 1 kg)
  • 1/4 xícara de sal
  • Água (mineral ou filtrada)
  • 1 colher de sopa de alho espremido (5 ou 6 dentes)
  • 1 colher de chá de gengibre em pó (ou ralado)
  • 1 colher de chá de açúcar
  • 1 colher de chá de pasta de anchovas (opcional)
  • 1 a 5 colheres de sopa de Gochujang (pasta de pimenta vermelha coreana) – veja a Observação sobre a quantidade
  • 1 nabo ou 2 rabanetes (cerca de 200 g) – picados em “palitos” com cerca de 2 cm
  • 4 talos de cebolinha verde picados miúdo

Preparo

  • Corte a acelga em 4 partes no sentido do comprimento, remova o miolo mais grosso, e corte as folhas em pedaços de 3-4 cm
  • Coloque a acelga e uma tigela grande, salpique com o sal e “massageie” com as mãos até murchar um pouco.
  • Adicione água até cobrir, coloque um prato em cima para que fique tudo debaixo d’água (coloque um peso se necessário). Deixe repousar por até 2 horas
  • Enxague a acelga 2 ou 3 vezes, para remover o sal, e deixe escorrer (num escorredor de arroz, peneira ou similar) por uns 15 minutos
  • Misture o alho, gengibre, açúcar, pasta de anchovas e 3-4 colheres (sopa) de água. Adicione a pasta de pimenta e misture até formar um caldo homogêneo.
  • Misture o caldo com a acelga, nabo (ou rabanete) e cebolinha até que fique distribuída uniformemente. Conforme a quantidade de pasta de pimenta, pode ser melhor usar luvas…
  • Coloque a mistura em um vidro, pressionando até que tudo fique coberto com líquido. Coloque um peso por cima para garantir que a mistura não tenha contato com ar
  • Deixe fermentar em temperatura ambiente até ficar a seu gosto – dependendo da temperatura, pode demorar 3 a 5 dias
  • Quando estiver pronto para ser consumido, remova o peso e guarde na geladeira.

Dicas e Obervações

  • O processo de fermentação é similar ao do chucrute – talvez seja interessante consultar aquela receita para algumas dicas
  • Para manter os vegetais abaixo do nível do líquido, pode usar um saco plástico impermeável cheio de água
  • O gochujang pode ser encontrado em lojas especializadas em produtos orientais – mas se quiser, pode experimentar com um moho de pimenta vermelha
  • A quantidade de gochujang é de acordo com a “ardência” desejada (cuidado – a pasta é bem forte!)
  • Receita original (em inglês) aqui

Minestrone

Ingredientes

  • 3 dentes de alho picado bem miúdo
  • 1 cebola média picada miúda
  • 1 cenoura cortada em rodelas
  • 1 alho-poró picado em pedaços médios (2 cm)
  • 1 batata grande cortada em cubos pequenos (1 cm)
  • 1 1/2 xícara de feijão vermelho cozido e batido no liquidificador
  • 50 g de bacon cortado em tiras (2 cm)
  • Azeite de oliva
  • ½ colher de chá de orégano
  • 1 folha de louro
  • 1/2 lata de tomate pelado bem picado
  • 1 litro de caldo de vegetais
  • 1/2 xícara de couve picada em pedaços médios (2 cm)
  • 1 xícara de macarrão (talharim, por exemplo) quebrado em pedaços
  • Salsa picada

Preparo

  • Frite o bacon em fogo médio com um pouco de azeite, até quase dourar
  • Adicione a cebola e frite até começar a ficar transparente
  • Adicione o alho e frite por mais uns dois minutos – cuidado para não queimar
  • Adicione a cenoura, alho-poró, orégano e louro e deixe cozinhar por alguns minutos, mexendo de vez em quando, até que os vegetais fiquem macios
  • Adicione a batata, feijão, tomate e caldo de vegetais
  • Baixe o fogo, tampe e deixe cozinhar até a batata ficar macia
  • Adicione a couve e o macarrão, acerte o sal
  • Deixe cozinhar até o macarrão ficar al dente
  • Salpique a salsa por cima e sirva

Dicas e Observações

  • O Minestrone, ou Minestra, é um prato italiano que (segundo a Wikipedia em inglês) surgiu mais de 200 anos antes de Cristo – se quiser saber mais, também pode ler os artigos da Wikipédia em português ou italiano (mais resumidos).
  • Esse é um prato único, e bem forte – excelente para um dia frio. Se você gosta de pimenta, o “casamento” é ótimo
  • Acompanhe com torradas e um tinto.
  • A característica principal do minestrone é ser uma sopa de vegetais, com massa e/ou cereais e pouquíssima carne – dentro desses “limites”, você pode adaptar segundo o gosto. A receita específica varia muito, dependendo da região – ou até da família. A receita acima foi adaptada dessa aqui, do Jamie Oliver.