Torta Salgada “Plus”

Ingredientes

  • Massa básica de torta
  • 1 kg de frango sem osso (peito, sobrecoxa, etc.);
  • 2 alhos-poró de bom tamanho, fatiados
  • 50 g bacon, cortado em pedaços pequenos
  • 1 bandeja de cogumelos, picados
  • 1/2 colher de sopa de tomilho
  • 1 xícara de caldo de frango
  • 1 colher de sopa de farinha de milho média
  • 2 colheres de sopa de iogurte natural
  • Creme de leite fresco (não é o de caixinha)
  • Sal e pimenta a gosto
  • Azeite de oliva conforme necessário
  • 1 ovo
  • Leite conforme necessário

Preparo

  • Frite o bacon e frango com azeite, em fogo médio, até dourar;
  • Acrescente o alho-poró, cogumelos e tomilho
  • Adicione o caldo de frango
  • Em uma tigela separada dissolva a farinha de milho em um pouco de água, acrescente ao frango
  • Quando o molho começar a engrossar baixe o fogo e acrescente o iogurte e creme fresco;
  • Forre o fundo de uma forma (+/- 20 cm diâmetro) com metade da massa, complete com o recheio e cubra com a outra metade da massa. Faça furos na cobertura para saída do vapor;
  • Pincele a cobertura com um ovo batido com um pouco de leite;
  • Coloque em forno pré-aquecido a 200°C por 25 minutos, ou até dourar a cobertura.

Dicas e Observações

  • Ao invés do frango, pode usar outra ave (peru, por exemplo), ou até sobras;
    • Se já estiver cozido ou assado – obviamente – não é necessário fritar novamente, mas pode passar rapidamente pelo bacon no final da fritura, para pegar um gosto, antes de acrescentar os outros ingredientes;
  • Se usar uma forma com antiaderente, é melhor desenformar para servir – cortar a torta dentro da forma vai estragar o revestimento. Para facilitar o desenforme, forre o fundo da forma com papel-manteiga, antes de colocar a massa, deixando uns 2 cm de sobra nas bordas;
  • Esse é um prato-refeição-leve – sirva com uma salada, para não haver muita “concorrência”;
  • Acompanhe com um vinho branco;
  • Receita-referência (em inglês): Jamie Oliver’s Chicken Bacon and Leek Pie
Anúncios

Caldos

Quando se fala em caldo, muita gente pensa nas famosas “caixinhas” – mas o natural é muito melhor. Os ingredientes são todos naturais, sem aditivos – principalmente o famoso glutamato, que acrescenta um bocado de sódio à sua dieta. Além disso, você pode ajustar o gosto à sua preferência, e ainda pode guardar para usar quando necessário.

Ingredientes

  • 2 litros de água
  • 1 cenoura média a grande, picada em rodelas
  • 1 tomate picado em gomos
  • 3 ou 4 talos de aipo picado em tamanho médio
  • 3 dentes de alho (abrir no meio e remover o miolo)
  • 2 colheres de sopa de sal
  • Opcional: Temperos a gosto
    • Louro
    • Salsa
    • Coentro
    • Sálvia
    • Tomilho
  • 1/2 kg de “base” – conforme o tipo de caldo:
    • Carne: qualquer carne com osso (a mais barata – podem ser só “pelancas”)
    • Frango: pés, pescoço, etc. Apenas tome cuidado com miúdos (moela, fígado…) – muita gente não gosta…
    • Para caldo de legumes – obviamente – este item não é necessário.

Preparo

  • Cozinhar por 1 hora em fogo baixo (apenas o suficiente para manter borbulhando)
  • Remover filtrando com uma peneira

Dicas

  • Cuidado para não exagerar nos “temperos a gosto”
    • Se o caldo for utilizado em um prato que já tem esses (ou outros) temperos, pode haver “conflito” ou “sobrecarga”…
    • Talvez seja melhor fazer alguns testes, e criar alguns caldos mais “personalizados” para suas receitas preferidas.
  • Sobras de caldo: Congele em potes plásticos de 1/2 litro para uso posterior
    • O caldo congelado pode ser usado num risoto, ou até para “enriquecer” um simples arroz
  • Os legumes que sobram podem ser transformados num “dip”:
    • Coloque numa folha de alumínio e “asse” na churrasqueira até quase queimar;
    • Passe no liquidificador
    • Sirva em potinhos, como um paté para aperitivo
      • Para servir:
        • Pequenas fatias de pão “fritas” em azeite de oliva;
        • “Palitos” de cenoura, pepino japonês, aipo;
        • Biscoitos cream-cracker
        • Grissini
        • Etc… etc… etc…

Mojito

Ingredientes

  • 6 Folhas de hortelã (e mais um pouco para enfeitar)
  • 3⁄4 dose de Xarope de açúcar
  • 3⁄4 dose de suco de limão
  • 1 1/2 dose de Rum
  • Água com gás

Preparo

  • Coloque as folhas de hortelã em uma coqueteleira, e amasse levemente – suficiente para “soltar” melhor o gosto, mas não para despedaçar
  • Adicione o xarope de açúcar, o suco de limão e o rum
  • Encha com gelo
  • Misture bem e derrame (sem filtrar) num copo alto
  • Coloque um pouco de água com gás no topo, sem misturar
  • Decore com um ramo de hortelã

Dicas e Observações

Aperol Spritz

Bebida muito popular em Veneza e região – quase uma “caipirinha” dos italianos, se me perdoam a heresia…

Ingredientes

  • 1 parte de Aperol
  • 2 partes de Prosecco
  • 1 “pitada” de água com gás
  • Uma rodela – ou fatia – de laranja

Preparo

  • Coloque gelo em um cálice – 3/4, mais ou menos
  • Misture o Aperol e o Prosecco em um recipiente separado
  • Coloque no cálice
  • Adicione a água com gás
  • Adicione a laranja

Dicas e Observações

  • A receita acima é a minha preferida, mas há inúmeras variações possíveis – por exemplo:
    • Campari Spritz (obviamente, substituindo o Aperol)
    • Substitua o Prosecco por um outro espumante – talvez um Lambrusco, para ficar mais doce
    • Substitua a água com gás por uma soda limonada (também vai ficar mais “docinho”)
    • Coloque o Aperol e Prosecco em partes iguais, para um amargo mais marcante
  • História da bebida, na Wikipedia
  • Site oficial no Brasil

Cosmopolitan

Dizem que este coquetel foi criado por uma “bartender” para ser parecido com o Martini, mas mais “bebível” – de qualquer forma, é bem interessante…

Ingredientes

  • 1 ½ parte de Vodca
  • ½ parte de licor “triple sec”
  • 1 parte de suco de cranberry
  • ¼ parte de suco de limão
  • Gelo
  • Casca de laranja para decorar

Preparo

  • Encha uma taça de coquetel (modelo sugerido: veja figura) com gelo e água
  • Enquanto a taça é resfriada, bata os ingredientes acima (menos a casca de laranja, claro!) numa coqueteleira
  • Sugestão para servir: Veja figura

Dicas e informações

  • A receita original pede Vodca “citron” – fica a seu gosto (ou go$$$to…)
  • “Triple sec” é licor de laranja – o mais conhecido é da marca Cointreau
  • Curiosidade: Cranberry em português é “oxicoco” (prefiro o nome original…) – e diferente do que muitos pensam (e escrevem), não é a mesma coisa que framboesa.
  • Até o fechamento desta edição (estou me sentindo um repórter da Veja), não achei suco de cranberry, nem a fruta fresca – comprei a fruta seca (tipo “passas”), passei no liquidificador e coei para colocar na bebida.
  • Use gelo direto do freeezer – se já estiver derretendo, vai deixar sua bebida aguada…
  • Se você é fã de bebida mais “docinha”, experimente acrescentar xarope de açúcar, leite condensado ou soda limonada (Sprite ou similar) – vá colocando aos poucos e experimentando até acertar o ponto. Mas experimente bem pouco de cada vez, senão não vai perceber a diferença…
    • Se você não sabe o que é xarope de açúcar, veja uma dica aqui.
  • Receita original (em inglês) do site de Jamie Oliver
  • História do coquetel (Wikipédia)

Blue Hawaiian

Ingredientes

  • 25 ml (1/2 Dose) de Rum branco
  • 25 ml (1/2 dose) de licor Curaçao
  • 1 colher (sopa) de leite de coco
  • 100 ml (2 doses) de suco de abacaxi

Preparo

  • Encha uma taça de coquetel (modelo sugerido: veja figura) com gelo e água
  • Enquanto a taça é resfriada, bata os ingredientes numa coqueteleira com gelo

Dicas e informações

  • Curaçao é praticamente o mesmo “Triple sec” (licor de laranja), só que colorido artificialmente – exemplo: Curaçao Blue, da Bols
  • Use gelo direto do freeezer – se já estiver derretendo, vai deixar sua bebida aguada…
  • Receita original (em inglês) do site de Jamie Oliver
  • Um coquetel similar é o Blue Hawaii – esse usa uma mistura “sweet and sour” (xarope de açúcar com suco de limão), ao invés do leite de coco.
  • Se você gosta de bebida um pouco mais doce, pode acrescentar uma colher de sopa de leite condensado.

Daiquiri

Daiquiri é o nome de uma praia de Cuba, e uma das principais bebidas da “coquetelaria” cubana. Dizem que foi inventada por engenheiros americanos – mas não se deixe levar por preconceitos…

Ingredientes do Daiquiri

  • 2 medidas de Rum
  • 3/4 medida de suco de limão
  • 3/4 medida de Xarope de Açúcar

Preparo do Daiquiri

  • Misture os ingredientes em uma coqueteleira com bastante gelo, até a bebida ficar bem gelada.

Ingredientes do Xarope de Açúcar

  • 1 medida de água
  • 2 medidas de açúcar

Preparo do Xarope

  • Em uma panela pequena, coloque a água e uma medida de açúcar
  • Aqueça em fogo brando, mexendo sempre, até o açúcar diluir completamente
  • O aquecimento é apenas para diluir o açúcar – não deixe ferver, nem mesmo formar borbulhas
  • Acrescente a segunda medida de açúcar e continue misturando, até que não se veja mais nenhum grão de açúcar

Dicas e Informações

  • Sirva o daiquiri em uma taça tipo “Martini” ou “Margarita”, enfeitando com um pedaço de casca de limão.
  • O xarope pode ser usado em uma variedade de coquetéis – por isso pode ser interessante fazer uma quantidade um pouco maior e guardar na geladeira. Teoricamente dura até seis meses, mas você também pode acrescentar um pouco de vodca (sem sabor) para aumentar o tempo de conservação.
  • Use açúcar mascavo se quiser dar um “gostinho” diferente no Xarope
  • História do Daiquiri (Wikipédia)