Caponata Italiana

Ingredientes

  • 1 berinjela média
  • 1 pimentão vermelho
  • 1  pimentão amarelo
  • 1 abobrinha grande
  • 100g de passas claras sem sementes
  • 100g de nozes picadas
  • 4 dentes de alho com casca
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 colher de sopa de mostarda Dijon
  • 1 colher de chá de vinagre de vinho branco
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher de chá de tomilho
  • 1 colher de sopa de orégano
  • sal e pimenta do reino a gosto

Preparo

  • Coloque as passas em um recipiente e cubra-as com água quente, deixe descansar por 20 min, escorra.
  • Corte os legumes em cubos pequenos e coloque-os junto com os dentes de alho e as passas hidratadas em uma assadeira. “Regue” com azeite e polvilhe com sal. Leve ao forno médio até que os legumes fiquem cozidos.
  • Retire os dentes de alho, descasque-os espremendo e amasse bem. Misture os dentes de alho amassados a uma colher de sopa de azeite, ao mel, e à mostarda, ao vinagre e à ervas.
  • Misture os legumes assados com o molho e as nozes, corrija o sal
  • Leve à geladeira, deixe de um dia para o outro, e sirva em temperatura ambiente.

Dicas e Observações

  • Ao preparar o molho, coloque o mel aos poucos e vá provando, para não ficar doce demais
  • Sugestão de uso – bruschetta: Espalhe a caponata sobre uma fatia de pão (tipo baguette), cubra com queijo ralado, e leve ao forno até derreter o queijo.
  • Receita copiada do Web Archive

Frittata

Conceito

A frittata (“fritada”, em bom português) é um prato italiano que é visto por muitos como equivalente à omelette – mas tem algumas diferenças:

  • Alguns ingredientes são combinados com os ovos crus, ao invés de ser colocados sobre a mistura frita antes de dobrar, como é feito na omelette tradicional;
  • Os ovos devem ser batidos vigorosamente, para ficarem aerados, o que dará uma consistência mais “fofa” à mistura;
  • A mistura é cozida em fogo mais brando do que a omelette, por pelo menos 5 minutos (ou até 15), até que o fundo esteja pronto mas o topo ainda esteja líquido;
  • Quando parcialmente pronta, a frittata não é dobrada, mas é virada inteira ou colocada em forno quente, para cozer o topo (o ideal é forno elétrico, com aquecimento na parte superior).

Ingredientes

frittata é uma ótima opção para transformar as sobras num prato gourmet – então, use sua imaginação:

Recheio

  • Use qualquer ingrediente que você tenha disponível: legumes, carne, frango, massas…
  • Se quiser, Inicie com um pouco de bacon, cebola, alho, para formar uma “base” de sabor

Tempero

  • 1-3 colheres de chá de ervas, como orégano, manjericão, tomilho, alecrim, páprica… use sua criatividade, arrisque!
  • Sal a gosto (se usar bacon, cuidado para não ficar salgado demais)

Frittata

  • 1/2 – 1 xícara de queijo ralado (opcional)
  • 4 a 6 ovos, suficiente para cobrir os ingredientes

Equipamento

  • Frigideira ou chapa resistente ao forno, diâmetro aprox. 20 cm

Preparo

  • Aqueça o forno a 200° C
  • Frite e/ou refogue os ingredientes do recheio, conforme o caso – se usar apenas sobras já cozidas, simplesmente aqueça.
  • Tempere o recheio – visto que tudo será misturado com os ovos, pode temperar um pouco mais do que o normal;
  • Adicione o queijo, e deixe até começar a derreter;
  • Adicione os ovos bem batidos, distribua bem. Deixe cozinhar até que o fundo e as laterais estejam praticamente prontos;
  • Coloque a frigideira no forno, e deixe por 8 a 10 minutos, ou até que o topo esteja pronto. Para testar, faça um corte, e verifique se o miolo está propriamente cozido.

Dicas

  • Os temperos (ervas) e o queijo podem ser misturados com os ovos batidos, antes de colocar na frigideira;
  • 4 ovos são suficientes para uma frigideira de 20 cm – ajuste caso queira uma frittata com tamanho diferente

Piadina (Pão de frigideira)

Ingredientes

  • 3 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 1 colher de sopa de fermento em pó químico
  • 1 xícara de chá de leite
  • 1 colher de chá de sal
  • Itens para o recheio a escolher: tomate, cebola, alho, bacon, queijo, presunto, etc.

Preparo

  • Misture a farinha, o sal e o azeite em uma tigela, mexa com as mãos até formar uma farofinha
  • Acrescente o fermento e misture mais um pouco
  • Coloque a metade do leite, trabalhe a massa por um minutinho, ponha o restante do leite e amasse até conseguir formar uma bola
  • Salpique farinha sobre uma superfície lisa como a pia ou uma mesa e continue amassando o pão por mais uns 2 ou 3 minutos
  • Enrole a massa em formato cilíndrico e corte em 6 pedaços
  • Com a ajuda de um rolo de macarrão ou uma garrafa, forme discos de 20cm mais ou menos
  • Coloque o recheio sobre um disco, “tampe” com o outro, vedando bem as bordas (como um pastel)
  • Numa boa frigideira antiaderente frite as piadinas por cerca de 2 minutos cada lado ou até que fiquem bem moreninhas

Dicas

  • Abra a massa bem fina – como vai fermento, ela “incha” na frigideira, então vai ficar macia. Se ficar muito grossa, vai parecer um pão recheado…
  • Sugestões de recheio: Use o que você colocaria em uma pizza: presunto, queijo, Bacon, cebola, alho, Pesto, tomate, requeijão… até alguma sobra, bem temperada, fica ótimo – um prato simples que permite uma inifinidade de combinações

Lasanha à bolonhesa

Ingredientes gerais

  • 1 caixa de massa de lasanha seca
    • Cozinhe em água e sal, até quase al dente, antes de montar
  • 100g (aproximadamente) de queijo parmesão

Ingredientes molho à bolonhesa

  • 1 ramo de alecrim
  • 100 g bacon
  • Azeite de oliva
  • ½ kg carne moída
  • 1 xícara de vinho tinto seco
  • 1 cenoura média picada bem miúda
  • 1 cebola média picada bem miúda
  • 1 talo de aipo picado bem miúdo
  • 2 colheres de sopa bem cheias de extrato de tomate
  • 1 lata de tomate pelado

Ingredientes molho branco

  • 150 g queijo cheddar
  • 1 talo de alho-poró picado bem miúdo
  • 1 folha de louro
  • 4 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 1 litro de leite
  • ¼ noz moscada ralada

Preparo do molho à bolonhesa

  • Separe e pique bem as folhas de alecrim. Pique o bacon bem miúdo
  • Frite o alecrim e o bacon em uma colher de sopa de azeite de oliva, até o bacon começar a torrar, mexendo sempre
  • Adicione a carne moída, separando bem. Abaixe o fogo e cozinhe por 10 minutos no mínimo, ou até que todo o líquido evapore, mexendo de vez em quando
  • Adicione a cebola e refogue até ficar transparente
  • Adicione o vinho e deixe reduzir até secar
  • Adicione a cenoura e o aipo, cozinhando até que os legumes fiquem bem murchos
  • Adicione o extrato de tomate, o tomate pelado e uma lata (dos tomates) de água
  • Cozinhe em fogo baixo por duas horas, ou até o molho engrossar

Preparo do molho branco

  • Refogue o alho-poró com o louro em duas colheres de sopa de azeite, fogo baixo, mexendo sempre e adicionando água conforme necessário, até ficar bem murcho
  • Adicione a farinha e misture bem até ficar bem distribuída, daí adicione o leite aos poucos, mexendo sempre
  • Levante o fogo para médio, espere ferver e cozinhe por 5 a 10 minutos, ou até engrossar, mexendo sempre
  • Adicione a noz moscada

Montagem

  • Preaqueça o forno a 200°C
  • Use uma travessa refratária e monte a lasanha em camadas:
    • Uma camada bem fina e seca de molho bolonhesa
    • Massa, molho branco, etc. – distribua à vontade
    • Na última coloque uma camada generosa de queijo parmesão ralado
  • Deixe no forno até borbulhar e/ou dourar

Dicas

  • Não aplique a farinha diretamente na panela, para não embolotar – dilua em um pouco de leite, antes
  • O molho à bolonhesa para a lasanha é diferente do feito para outros tipos de massa – precisa ser um pouco mais seco, senão fica uma sopa
    • Para um molho à bolonhesa mais “tradicional”, veja essa receita
  • Ao invés do tomate pelado, você pode usar 4 tomates sem pele e sem sementes – mas dá bem mais trabalho, para o mesmo resultado

Molho à bolonhesa

Ingredientes

  • 1 kg de carne rija (coxão de fora, por exemplo), mas “limpa” – sem gordura – picada em cubos pequenos (1,5 cm)
  • 200g de bacon
  • 2 cenouras médias
    • Todos os vegetais picados miúdo
  • 2 talos de aipo (sem as folhas)
  • 2 cebolas médias
  • 400 g de polpa de tomate ou tomate pelado
  • 1 garrafa de vinho tinto leve – Merlot, Pinot Noir, etc.
  • 1 litro de leite semidesnatado
  • Sal a gosto

Preparo

  • Frite o bacon em pouco de azeite;
  • Quando estiver quase “torrado”, acrescente a carne e deixe fritar até secar toda a água;
  • Acrescente o vinho e os vegetais e mantenha em fogo alto até reduzir (secar o vinho formando um caldo mais encorpado);
  • Adicione o tomate, meio litro de água e sal
  • Baixe o fogo, tampe a panela e deixe cozinhar por cerca de 4 horas, mezendo de vez em quando, até que a carne comece a desfiar;
  • Acrescente o leite, mexa bem, deixe levantar fervura novamente e desligue o fogo;
  • Acerte o sal e deixe repousar por algumas horas

Dicas

  • Aqueça na hora de servir – vai muito bem com massas, especialmente as mais largas – fetuccine, papardelle (esta é muito boa), tagliatelle, etc.
  • Pode usar essa receita com carne moída, mas nesse caso o tempo de cozimento vai ser bem menor, cuidado para não deixar tempo demais. Mas o melhor mesmo é a carne “guisada” (picada miúda)

Risoto de bacon e alho poró

Ingredientes

  • 2 xícaras de arroz próprio para risotos (arbóreo, carnaroli…)
  • 1 cebola cortada bem miudinha
  • 2 colheres de sopa de manteiga sem sal + 1 colher para finalizar
  • 1 xícara de vinho branco seco
  • 1 1/2 litros de caldo de carne quente (quase fervendo)
    • 1 cenoura média a grande, picada em rodelas
    • 1 tomate picado em gomos
    • 3 ou 4 talos de aipo picado em tamanho médio
    • 3 dentes de alho (abrir no meio e remover o miolo)
    • 2 litros de água
    • 1/2 kg de carne com osso (a mais barata – podem ser só “pelancas”)
    • 2 colheres de sopa de sal
    • Cozinhar por 1 hora, remover filtrando, para uso no risoto – o que sobrar pode ser congelado para uso futuro
  • 200 g de bacon picadinho miúdo
  • 150 gramas de queijo parmesão ralado
  • 1 limão siciliano (apenas a casca é utilizada)
  • 2 alhos poró picados em rodelinhas bem finas (Separe algumas para enfeitar)

Preparo

  • Frite o bacon (bem torradinho), depois remova da panela e deixe secar num papel toalha;
  • Aproveite a gordura do bacon e aqueça a manteiga, adicionando a cebola, o alho poró e refogue tudo. Separe um pouquinho de alho poró para decorar o risoto.
  • Adicione o arroz (sem lavar), mexa bem e deixe fritar. Mexa constantemente de forma a não queimar – não deve ficar dourado, apenas incorporar na manteiga;
  • Depois de 2 ou 3 minutos diminua o fogo para médio e adicione o vinho branco e continue mexendo. Nesta etapa todo o álcool da bebida vai evaporar;
  • Assim que o vinho for absorvido pelo arroz e secar, comece a acrescentar as primeiras conchas do caldo quente. Acrescente sempre duas conchas por vez;
  • Não pare de mexer, esfregue o fundo da panela para que não grude. Vá acrescentando mais conchas de caldo, a medida que a água for secando.Acescente ao risoto o bacon reservado e continue mexendo;
  • Acerte o sal (cuidado: o caldo e o bacon já têm sal);
  • Quando o arroz estiver quase al dente, adicione a última colher de manteiga, que deverá estar bem gelada, no centro da panela. Misture delicadamente, na lateral da panela, sem encostar na manteiga, de forma que manteiga fique no meio e vá se desfazendo aos poucos. Isso ajudará o seu risoto a ficar com um brilho e gostinho especial;
  • Salpique queijo parmesão e casca de limão siciliano, ralados, a gosto
  • Sirva em tigelas ou ramequins individuais, ou num prato fundo bonito e decore com o alho poró que você reservou. Sirva imediatamente.

Dicas

  • Serve 4 pessoas
  • Sirva como prato único, ou no máximo acompanhe com uma salada de verduras – nada de carne, batatas, etc. O risotto deve “reinar soberano”!